Quando estamos grávidas e pensamos nos profissionais aos quais podemos precisar recorrer durante o período pós-parto, os primeiros que nos vêm à cabeça, pela nossa cultura ocidental tão medicalizada, geralmente são os médicos. Arrisco dizer que a maioria das mulheres vai pensar primeiro no pediatra, que é importante sim, mas que é um profissional mais focado no bebê do que na mãe. Com isso em mente, nós resolvemos fazer uma listinha de profissionais não médicos que estão aos poucos se tornando mais conhecidos, que são de fácil acesso (muitas vezes até financeiramente) e que você deve saber que estão disponíveis para você, mãe recente. São especialistas que podem ter mais flexibilidade de horário e que não têm um viés clínico, inclusive com grande chance de evitar que você chegue a precisar de recursos medicinais.

Segue nossa lista:

– doula pós-parto: como não começar por ela? O apoio emocional e informacional prestado pela doula pós-parto pode ser a diferença entre um puerpério mais suave e um turbulento, entre ter sucesso na amamentação ou não, entre a mãe se sentir segura ou insegura, entre conseguir estabelecer um bom vínculo com o bebê ou não. A doula é aquela pessoa pra quem você vai poder mandar whatsapp tarde da noite só pra perguntar se “é normal o bebê mamar de hora em hora”, e nesse período tão sensível não há nada melhor do que ter alguém pra tirar suas dúvidas assim que elas surgem; pode acreditar!! A doula pós-parto é quem vai ouvir o que quer que você tenha a dizer sem nenhum julgamento, vai te dar informação baseada em evidências científicas para que você faça as suas escolhas e vai respeitar em absoluto as suas decisões. A doula é treinada para reconhecer quando algo está fora do normal e saberá indicar o profissional adequado para te ajudar a resolver aquela questão que foge da competência dela. Só de você saber que tem uma doula pós-parto com quem contar, seu astral já vai ficar diferente: você se sentirá mais segura, confiante, confortável. E o seu bebê certamente se beneficiará disso! Saiba mais sobre a doula pós-parto aqui.

– consultora em aleitamento materno: um dos maiores desafios do pós-parto, a amamentação exige apoio, paciência, treino, perseverança. Poucas são as mulheres que não passam por alguma dificuldade, especialmente nos primeiros dias. Embora seja uma maravilha da natureza, amamentar é uma técnica a ser aprendida. Uma consultora em aleitamento materno estará preparada para dar todo o auxílio técnico e emocional para a mãe e até para as pessoas mais próximas, que são fundamentais para o sucesso na amamentação. Ela pode te ensinar a obter a pega correta na prática, a ordenhar o leite, bem como a lidar com cada uma das dificuldades tão comuns desse período. Além disso, ela vai até a sua casa! Não deixe de ter um ou dois nomes à mão mesmo antes de o bebê nascer! Os bancos de leite também têm enfermeiras com expertise em aleitamento materno para ajudar você. A diferença é que você terá que ir até lá. Mas o trabalho que elas prestam também é fenomenal!

– psicólogas perinatais: especialistas em lidar com os fenômenos psíquicos da gravidez, parto e pós-parto, essas psicólogas auxiliam você a entender os sentimentos tão diversos desse período de intensas mudanças, sua nova relação com o mundo, os novos papéis no núcleo familiar, entre tantas outras coisas. Não há mulher que não se sinta melhor tendo este tipo de apoio. Vale enfatizar que a doula pós-parto sabe dizer quando é caso de distúrbios sérios de humor no pós-parto (que podem chegar à depressão pós-parto), sendo então a hora de procurar a ajuda de uma psicóloga perinatal. Mas você não precisa procurar uma psicóloga só no momento de crise! Quanto mais apoio você tiver, melhor!

– musicoterapeuta: uma profissão ainda pouco conhecida, o trabalho do musicoterapeuta pode começar desde a gravidez e lhe dará ferramentas – musicais! – criadas por você mesma para lidar com as situações novas que surgirão sobretudo no pós-parto e na sua interação com seu bebê. Se você já curte música (não precisa saber tocar nenhum instrumento, nem cantar), vale a pena dar uma pesquisada no trabalho incrível que esse especialista pode fazer. Saiba mais sobre o assunto nessa entrevista com nossa doula e musicoterapeuta Anamaria Vincenzi.

– massagista: tanto massagens que ativam a circulação quanto as que relaxam podem ser uma boa! Mesmo a drenagem linfática pode ser feita de maneira leve nos primeiros dias do puerpério. A reflexologia, estimulando pontos específicos para essa fase (para a amamentação, por exemplo) também pode ajudar; se você não quer massagem no corpo todo, a reflexologia no pé – local cheio de pontos que correspondem a regiões e órgãos do corpo – pode ser bem eficiente (nossa doula Daniela sempre dá esse presente pras nossas puérperas!). Hoje já se encontram profissionais focados no pós-parto, que vão até a sua casa, que esperam o tempo do bebê (se estiver amamentando, por exemplo) e da mãe. Além de promover o seu bem-estar físico, o fato de você dedicar um tempinho a si mesma pode alimentar sua autoestima nesse período delicado. Só vantagens!

Bom, esses são apenas alguns especialistas que podem auxiliar no seu bem-estar durante o pós-parto. Você já contou com algum deles? Qual? Deixe seu comentário pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *